Urge Glookallfest 2022

Festival de Inéditos

Urge Glookall Fest - Festival de Inéditos 2022

Sábado dia 18 de Junho

11h – 15h – 17h

Parque de Cordas – Marina da Póvoa de Varzim

Título:Uma Hora
Sinopse:“Num dia como todos os outros, dois amigos dançam na esperança que o medo acabe, que as árvores não sejam demolidas, que o tempo não passe e que a lembrança perdure.

Que passos urgem quando o Fim se emaranha nos nossos pés?”
Criação e Interpretação:Pedro Russo
Rita Delgado
Rodrigo Festas
A partir de:Para Sempre Nunca Mais de Vicente Antunes Ramos
Apoio à criação:Leonardo Shamah
Produção:Varazim Teatro

Sábado dia 18 de Junho

11h – 15h – 17h

Percurso da Rotunda em Frente à Entrada da Fortaleza até à Igreja Matriz

Título:Nenhum percurso
Sinopse:Beatriz Wellenkamp Carretas e Sofia Freitas Abreu propõe-nos um percurso a partir das temáticas do texto “Nenhuma Santa” de Marina Scheneider e da sua própria descoberta da Cidade da Póvoa de Varzim.
Criação e Interpretação:Beatriz Wellenkamp Carretas e Sofia Freitas Abreu
Texto/A partir de:NENHUMA $ANTA, Marina Schneider
Apoio à CriaçãoLeonardo Shamah
Figurinos e Adereços:
Produção:Varazim Teatro

Domingo dia 19 de Junho

11h – 15h – 17h

Rampa em frente ao Monumento ao Pescador – Av. Dos Descobrimentos – Marina da Póvoa de Varzim

Título:À Procura do Jantar
Sinopse:Quantos peixes já passaram pela lota da Póvoa de Varzim? É aqui que se faz o negócio num ambiente caótico onde só sobrevivem os mais fortes. Curiosos? Venham comprar na nossa banca e descubram mais.
Criação e Interpretação:Sara Maia
Zé Ribeiro
Texto:José Pedro Pereira, título original “Vender Macaco por Homem”
Apoio à Dramaturgia e encenação:Leonardo Shamah
Figurinos e Adereços:Sara Maia e Zé Ribeiro
Produção:Varazim Teatro

Domingo dia 19 de Junho

11h – 15h – 17h

Largo Dr. David Alves

Título:Meu nome teu
Sinopse:Meu nome teu, nasce da escuta de histórias de mulheres destes e de outros tempos. Mulheres que atravessam a história da Póvoa de Varzim. Deste gesto, provocado pela leitura do texto Quem tem medo das mulheres sem medo?,
de Carlota Castro; tecemos uma rede de nomes, vozes e experiências que se entrelaçam e convidam-nos a ver o nosso próprio reflexo.
Criação e Interpretação:Cátia Gomes, Isabel Quinta Lobo e Julia Medina
Texto/A partir de:“Quem tem medo das mulheres sem medo?” de Carlota Castro
Apoio à Criação:Leonardo
 Shamah
Figurinos e Adereços:Varazim teatro
Produção:Varazim Teatro

Sábado dia 18 e Domingo dia 19h

pelas 18h

Areal da Esplanada do Carvalhido

Título:“Água ao mar ou como esquecer uma cidade”
Sinopse:Aproximam-se calmamente, intercalam entre si a  dominância de quem inicia o gesto e de quem segue.  Escondem-se e revelam-se por detrás de cada pessoa ou  grupo, percorrem a cidade para levar água ao mar.  Convocam manifestações da invisibilidade num presente  efémero sem sentido de passado ou futuro. Convidam a  caminhar todos para o mesmo, esperando que essa última  coreografia mude pelo menos o olhar. Será possível  estabelecer este pacto sem deixar que o feitiço nos  petrifique como estátuas?
Criação e   Interpretação:Criação–Ana Mula e Herlandson Duarte  
Participação–Ana Mula, Herlandson Duarte e Júlia Medina
Texto/A partir de:“Pinheiros Marítimos” de Martina Tzvetan;
“A Lenda da  Sábia Poveira Modernizada” de Maria Quintelas;
“Para  nunca, sempre mais” de Vicente Antunes Ramos;
“NENHUMA $ANTA” de Marina Schneider;
“Quem tem  medo de mulheres sem medo” de Carlota Castro;
“Vender macaco por homem” de Zé Pedro Pereira.
Apoio à Criação:Leonardo Shamah
Figurinos e   Adereços:Ana Mula, Herlandson Duarte e Harry Tootill
Agradecimentos:Maria Trabulo e Ana Patrícia Silva
Produção:Varazim Teatro

Bolsa de Criação:Confluente – Projeto URGE Glookall Fest
Parceiro institucional:Garantir Cultura / República Portuguesa – Ministério da Cultura

(A) Apresentação

URGE Glookall Fest é um evento original, de carácter imanente, que irá desaguar num Festival de Teatro Inédito + URGE Glokall Fest – Festival de Inéditos – Póvoa de Varzim 2022

Como me vê quem me visita?

Como me reconheces em ti?

Como te revês em mim?

O quanto te pertenço e o quanto tu és de mim?

URGE Glookall Fest parte de uma Chamada (Open Call) para jovens criadores que, a partir de ações presenciais (Laboratórios de Criação), poderão ser selecionados como criadores dos espetáculos para a programação do URGE – Glookall Fest 2022 Póvoa de Varzim integrando um programa de residências artísticas.

Estas criações artísticas surgirão e complementar-se-ão confluentemente na perseguição de um perscrutar da cultura local contemporânea, que leve à criação de espetáculos de Teatro Inédito para apresentação em espaço público. Possibilitando assim, de forma inesperada à comunidade, como que, uma revisitação de si mesma.

Peter Beyer afirma «the global can not be global except as a plural version of the local» ou como sugere Mauro Magatti, em reflexão sobre a obra de Zygmunt Bauman, as cidades ou defendem a Identidade local, renovando-a e dando-lhe contemporaneidade ou são obrigadas a ceder à gentrificação, marginalizando os seus aborígenes.

É na defesa da Identidade local e da compreensão da sua contemporaneidade que são pensadas as diversas etapas do projeto URGE Glookall Fest 2022, onde a comunidade e o território são material para a criação artística e, por sua vez, a criação artística, experimentando novos modelos de comunicação com essa mesma comunidade, dota-a de uma renovada auto-consciência.

URGE – Urge a necessidade de criar um evento de incentivo ao surgimento de projetos emergentes.
Partindo do conceito defendido por Robertson, em que local e o global se misturam para constituir o que designa por glocal, nesta proposta a noção de globalização integra a ideia de interpenetração do global e do local. A globalização não significa o fim do local, enquanto realidade social. Glocalização é aqui entendida como uma forte e intensa conexão do local e do global, associada a um conjunto profundo de transmutações da vida quotidiana, que afetam as práticas sociais e os modos de comportamento preexistentes.

Glookall -Glo(+Look+kall+All)cal:

Look – Pressupõe a observação da vida quotidiana de um local após as transmutações infringidas pela globalização.

Kall – Open Call para artistas emergentes com vista à criação de dramaturgias e espetáculos inéditos.

All – Evento prolongado no tempo em que as diversas ações promovem a participação da comunidade.

Fest – Festival, Local de encontro e de partilha.

URGE Glookall Fest, partirá de uma leitura e reflexão contemporânea sobre a cidade da Póvoa de Varzim para, através de um programa de Bolsas (Criação Dramatúrgica e Criação Teatral), dar origem a 6 espetáculos de Teatro Inédito, para programação e apresentação em espaço público nesta mesma cidade.

+ 6 etapas + 6 dramaturgos + 6 equipas artísticas + 6 espetáculos Teatro Inédito

(O) Objectivos

Contribuir para a diversidade e a qualidade da oferta artística no território nacional

Promover a participação e qualificação das comunidades e dos públicos na cultura

Valorizar a dimensão educativa e de sensibilização para a cultura

Incentivar e financiar criadores emergentes e dinamizadores do setor artístico

Valorizar o património local enquanto matéria prima para a criação cultural.

(M) Missão

Tem como missão a defesa da Identidade local e a compreensão da sua contemporaneidade. Fomentando a criação artística e o surgimento de novos dramaturgos e novos criadores teatrais.

Nas diversas etapas do projeto URGE Glookall Fest – Festival de Inéditos – Póvoa de Varzim 2022, a comunidade e o território são material para a criação artística e, por sua vez, a criação artística, experimentando novos modelos de comunicação com essa mesma comunidade, dota-a de uma renovada auto-consciência.

(E) Equipa

Direção Artística: Eduardo Faria

Nasce na cidade Invicta a 14 de Setembro de 1968. Em 1996 faz Curso Intensivo de Iniciação Teatral orientado por Castro Guedes. Conclui no ano de 2011 pós-graduação em Gestão Artística e Cultural no Instituto Politécnico de Viana do Castelo.
É um dos fundadores da Varazim Teatro, em 1997, e é desde essa data o seu responsável artístico. Assume também a função de programador da Temporada Teatral na Póvoa de Varzim e do Festival É-Aqui-in-Ócio. Colaborou com o Teatro do Noroeste, Teatro Art’Imagem, Casino da Póvoa e Bottega degli Apocrifi (Itália). Tem desenvolvido trabalhos comunitários, quer com adultos, quer com crianças, no âmbito da formação e criação de espetáculos. É responsável pela encenação dos espetáculos da Varazim Teatro e desde 2018 da sua Companhia Certa. Destaca-se no seu trabalho enquanto encenador a pesquisa de novas formas de relação entre o público e a abordagem de grandes problemáticas sociais. Em cinema participa no filme “Videovigilância”, de Carlos Soto e Nuno Machado, pela Academia RTP e na curta-metragem “Orfeu no Fim do Mundo”, de Michelle Silva (UBI). Interpreta a personagem Augusto para a longa metragem “Porto 1618” (em produção) de Luís Ismael.

Orientador de Criação Dramatúrgica: Jorge Louraço Figueira

Bio: Jorge Louraço Figueira, nasce na Nazaré em 1973.
Escreveu as peças À Espera de Beckett ou Quaquaquaqua, A Grande Guerra do Patoá, Xmas qd Kiseres e O Espantalho Teso.
É coordenador da Pós-Graduação em Dramaturgia da ESMAE (Porto).
Fez a Oficina de Escrita Teatral de Antonio Mercado no TNSJ; o Seminário Traverse Theatre, com Enda Walsh e John Tiffany, nos Artistas Unidos; a Residência Internacional do Royal Court Theatre; e o Seminário de Escrita Teatral de J. S. Sinisterra, no Teatro Nacional Dona Maria II.
Foi crítico de teatro do jornal Público e dramaturgo residente no Teatrão (Coimbra).
No Brasil, trabalhou com os encenadores Marco Antonio Rodrigues e Cibele Forjaz, e publicou a monografia Verás que Tudo É Verdade, sobre o grupo Folias (SP).

Orientador de Criação Teatral: Leonardo Shamah

Bio: Artista de Cena, Ator, diretor de teatro, professor, performer e artista caminhante. Graduado em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília. Mestrando em Artes Cénicas na linha de pesquisa Pedagogias de Teatro/Formação do Artista Teatral.
Foi integrante da Andaime Cia de Teatro, onde pesquisou sobre improviso, dramaturgia coletiva autoral, intervenções urbanas e espacialidades para a cena. Dessa parceria com Tatiana Bittar e Kamala Ramers, surgiram projetos interessantes como “Carnaval de Kitinete”, experimento cênico que acontece dentro de pequenos apartamentos, e “Poéticas Urbanas”, que recebeu o Prêmio Sesc do Teatro Candango de Melhor Espetáculo de Rua em 2016.
Conduz pesquisa individual voltada para Poéticas do Cotidiano e da Espacialidade para a elaboração de Teatros Performativos.
Ao longo de 18 anos de trajetória artística tem-se interessado em cultura queer, arte com engajamento político, processos documentais, improviso, poéticas em espacialidade, poéticas do quotidiano, poéticas de migração, dramaturgias coletivas, performances duracionais, cidadania sensível, arte e cidade, arte e vida e estudos de movimento.

Direção de Produção: Joana de Sousa

Direção de Comunicação: Joana Soares

Design: WRKdesign / Ana Rodrigues

Video Promo: Eduardo Silva Faria

Web developer: Hugo Carvalho

Fotografia: Ana Patrícia Silva

Live Streaming e Vídeo Festival: JWorks

Assistente de Produção: Andreia Alves

(J) Júri

Júri Dramaturgia: Jorge Louraço, Eduardo Faria e um jurado externo convidado.

Júri Criação Teatral:   Leonardo Shamah , Eduardo Faria e um jurado externo convidado

Surgente

Chamada Aberta a decorrer

Representação gráfica que divulga o Open Call

a candidatura de Jovens Dramaturgos para Bolsas de Criação em Residência.

+ Seleção de 6 Dramaturgos finalistas

+ Residência de Criação Dramatúrgica para apresentação em Festival

Chamada Aberta para Laboratório de Criação Dramatúrgica a jovens dramaturgos. Neste laboratório serão produzidos textos teatrais curtos. Através dos trabalhos realizados serão selecionados 6 dramaturgos que receberão uma Bolsa de Criação + Residência para a produção de textos dramáticos: Olhares sobre a cidade e sobre a teatralidade das suas vivências contemporâneas.

O processo de seleção tem duas fases: Seleção de um máximo de 18 dramaturgos através de envio de curriculo e portfolio.

Estes 18 selecionados participarão num Laboratório de Criação Dramaturgica, gratuito, orientado por Jorge Louraço Figueira (Link para equipas). E a partir dos trabalhos produzidos serão selecionados até 6 Bolseiros para criação em residência de 6 textos em torno da temática do URGE Glokall Fest.

Veja a composição do Juri para seleção dos Bolseiros

DATAS:
OPEN CALL candidaturas à Bolsa até 6 de Abril
Laboratório de Criação Dramaturgica: 9 e 10 de Abril
Anúncio dos Bolseiros selecionados: até 17 de Abril
Residência de Criação Dramatúrgica: de 22 a 29 de Abril

Formulário de inscrição para Bolsa de Criação Dramatúrgica

Confluente

Chamada Aberta a candidatura de Jovens Atores/Criadores para Bolsas de Criação em Residência.

Representação gráfica que divulga o Open Call

+ Seleção de 12 Atores – Criadores finalistas

+ Residência artística de Criação Teatral para apresentação em Festival

Nova Chamada Aberta, agora para jovens atores-criadores, para Laboratório de Criação Teatral. Neste laboratório serão trabalhados textos teatrais produzidos em Laboratório de Dramaturgia, com a realização de propostas cénicas curtas.

A partir do trabalho realizado neste laboratório serão selecionados até 12 atores-criadores que formarão 6 equipas artísticas. Estas trabalharão em duplas em Residência na Póvoa de Varzim, de modo a criar 6 espetáculos de Teatro Inédito.

O processo de seleção tem duas fases: Seleção de um máximo de 24 atores/criadores através de envio de curriculo e portfolio para participação no Laboratório. A partir dos trabalhos produzidos seleção de 12 atores-criadores que trabalharão em duplas com vista à criação em residência de 6 espetáculos de Teatro Inédito em torno da temática do URGE Glokall Fest.

Estes 24 selecionados participarão num Laboratório de Criação Teatral, gratuito. E a partir dos trabalhos produzidos serão selecionados até 12 Bolseiros, que trabalharão em duplas, com vista à criação em residência de 6 espetáculos de Teatro Inédito em torno da temática do URGE Glokall Fest.

A programação do URGE Glookall Fest – Festival de Teatro Inédito, assenta na escolha do capital humano e artístico através da seleção de jovens profissionais que terão a oportunidade de demonstrar in loco o seu trabalho. Se não acreditarmos nos jovens artistas como acreditamos no futuro, da Arte?

DATAS:
OPEN CALL de 11 a 20 de Abril
Laboratório de Criação Dramaturgica: 7 e 8 de Maio
Anúncio dos Bolseiros selecionados: 13 de Maio
Tertúlia de encontro de criadores: 15 de maio
Residência de Criação Teatral: 16 a 22 de Maio.

Formulário de inscrição para Bolsa de Criação Teatral

Surge

Glookall Fest Lab Online – As performances produzidas no Laboratório de criação Teatral serão objeto da realização de uma produção vídeo para apresentação em evento Online.

Online Event – Mostra Online das criações realizadas no laboratório de criação teatral

Os textos produzidos no Laboratório de criação dramatúrgica serão objeto de uma edição online.

Fluente

Glookall Fest Online Meeting

Tertúlia de apresentação

(dramaturgos + atores – criadores com difusão live)

Assista online à Tertúlia de apresentação dos dramaturgos aos atores-criadores com difusão global. Um encontro de criadores, conversas sobre os textos e contextos da criação, difundido globalmente para o público, envolvendo-o no processo e nas inquietações artísticas. Um território é assim expandido através do encontro e da fluência da palavra.

Os processos, à luz do novo paradigma social, refletirão sobre novas formas de relação entre ator e público, novos modelos de espetáculo e a criação de novos espaços – fora do espaço tradicional das salas de teatro – apropriando-se dos recursos cénicos da própria cidade.

Urgente

URGE Glookall Fest 2022 Póvoa de Varzim – Festival de Teatro Inédito

Apresentado em espaço público

Em tempos novos para a cultura e para a arte, este festival concretiza-se na busca de um teatro que também se repensa a si próprio. Os espetáculos produzidos ocuparão o espaço público, apropriando-se deste e transformando-o.

Em cada dia 3 espetáculos em simultâneo em 3 espaços distintos da cidade com 3 apresentações cada um deles.

Ressurge

Glookall Fest 2022

Online – 6 espetáculos inéditos com difusão global

Difusão Global dos 6 espetáculos criados no âmbito do URGE Glookall Fest
Edição em Papel na Revista Sub-Texto | Surge

Bolsas

Bolsa de Criação Dramatúrgica – inscrições encerradas

Representação gráfica que divulga o Open Call

O quê: Laboratório + Bolsa de Criação + Residência Artística + Festival
Para Quem: Jovens ATORES até aos 35 anos residentes em Portugal.
Onde: Póvoa de Varzim
Quando: Candidaturas até 29 de Abril (ver datas completas abaixo)

Chamada Aberta a decorrer para Jovens Dramaturgos
Bolsa de Criação + Residência na Póvoa de Varzim, com vista à produção de criações teatrais: Olhares sobre a cidade da Póvoa de Varzim e sobre a teatralidade das suas vivências contemporâneas.

Como: O processo de seleção tem duas fases: Seleção, através de envio de currículo e portfolio, de um máximo de atores/criadores para participação em Laboratório de Criação Teatral, gratuito.

A partir dos trabalhos produzidos neste laboratório serão selecionados até 12 Bolseiros para criação em residência de 6 criações em torno da temática do URGE Glokall Fest e a partir dos textos criados em residência de criação dramatúrgica.

Porquê: É na defesa da Identidade local e da compreensão da sua contemporaneidade que são pensadas as diversas etapas do projeto URGE Glookall Fest 2022, onde a comunidade e o território são material para a criação artística e, por sua vez, a criação artística, experimentando novos modelos de comunicação com essa mesma comunidade, dota-a de uma renovada auto-consciência.

URGE – Urge a necessidade de criar um evento de incentivo ao surgimento de projetos emergentes.

DATAS:
CONFLUENTE: OPEN CALL candidaturas até 29 de Abril
Laboratório de Criação Teatral: 7 e 8 de Maio
Residência de Criação Dramatúrgica: de 16 a 22 de Maio + 15 a 17 de Junho
Urge Glookall Fest Festival de Inéditos: 18 e 19 de Junh

Formulário de inscrição para Bolsas de Criação Teatral

Regulamento Residências Artísticas

Foi SURGENTE e aconteceu no Espaço d’Mente o início do URGE

Foi Surgente o início do URGE

 

𝗟𝗮𝗯𝗼𝗿𝗮𝘁𝗼́𝗿𝗶𝗼 𝗱𝗲 𝗖𝗿𝗶𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗗𝗿𝗮𝗺𝗮𝘁𝘂́𝗿𝗴𝗶𝗰𝗮 reuniu na Póvoa de Varzim jovens dramaturgos de todo o país.✒️✏️No fim de semana de 9 e 10 de Abril, aconteceu no Espaço d’Mente, sede da Varazim Teatro na Póvoa de Varzim, a primeira ação do projeto 𝐔𝐑𝐆𝐄.

Este projeto irá desaguar num 𝗙𝗲𝘀𝘁𝗶𝘃𝗮𝗹 𝗱𝗲 𝗜𝗻𝗲́𝗱𝗶𝘁𝗼𝘀 𝗾𝘂𝗲 𝗮𝗰𝗼𝗻𝘁𝗲𝗰𝗲𝗿𝗮́ 𝗮 𝟭𝟴 𝗲 𝟭𝟵 𝗱𝗲 𝗝𝘂𝗻𝗵𝗼 𝗻𝗮 𝗣𝗼́𝘃𝗼𝗮 𝗱𝗲 𝗩𝗮𝗿𝘇𝗶𝗺.✒️✏️

A primeira ação trouxe ao Laboratório de Criação Dramatúrgica, orientado por 𝗝𝗼𝗿𝗴𝗲 𝗟𝗼𝘂𝗿𝗮𝗰̧𝗼 𝗙𝗶𝗴𝘂𝗲𝗶𝗿𝗮, 10 dramaturgos, portugueses e estrangeiros residentes em Portugal, que vieram, a partir de uma Open Call, do Porto, Lisboa, Guarda e Vila do Conde. Jorge Louraço Figueira, experiente dramaturgo e coordenador da Pós-Graduação de Dramaturgia da Escola Superior de Música e Artes dos Espetáculos, colocou a ação e o gesto no trabalho de olhar e escrita dramatúrgica, desafio que imprimiu a este laboratório uma dinâmica surpreendente.

Com algumas experiências prévias diversificadas, estes jovens dramaturgos, aguardam neste momento se serão um dos seis selecionados para receber uma Bolsa de Criação em Residência, na Póvoa de Varzim ainda durante o mês de Abril.✒️✏️

Os depoimentos finais dos participantes revelavam uma enorme satisfação pela presença nesta ação, uma vontade de voltar à Póvoa de Varzim e reconheceram o quanto foi estimulante e desafiante este fim de semana, onde, mais do que concorrentes, todos se relacionaram como colegas nesta aventura da escrita teatral.

A próxima fase do 𝐔𝐑𝐆𝐄: Confluente fará nova Open Call para atores/criadores que acontecerá já nos próximos dias, a Varazim Teatro propõe-se com este projeto dar formação e oportunidade de criação a dezenas de jovens para os quais é urgente iniciarem ou potenciarem o seu percurso artístico.O 𝐔𝐑𝐆𝐄 𝐆𝐥𝐨𝐨𝐤𝐚𝐥𝐥 𝐅𝐞𝐬𝐭 é uma produção da Varazim Teatro financiada pela República Portuguesa através do programa Garantir Cultura.